Blog Abrace o Vale

No topo do Vale: Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí é atração para turistas de todas as idades

Localizado no município de São Bento do Sapucaí, na divisa com Campos do Jordão, o Complexo do Baú é um dos mais procurados cartões postais da Serra da Mantiqueira. Com várias opções de trilhas de acesso, o local é visitado anualmente por milhares de turistas, em busca de lazer, esportes radicais ou a simples contemplação de uma das mais belas obras-primas da natureza. O Complexo, declarado em 2010 como Patrimônio Natural de São Paulo, é formado por três enormes rochas de granito. A Pedra do Baú é a maior e mais alta com cerca de 350 metros de altura e 540 metros de cumprimento, atingindo 1.960 metros de altitude. Em seu entorno estão Bauzinho com 1.760 metros e a Ana Chata com 1.670 metros de altitude. Todas podem ser acessadas por caminhos com vários graus de dificuldade, como trilhas para caminhadas ou, para os mais preparados, os paredões próprios para escaladas. A apesar do formato retangular, que realmente lembra um baú, o nome da gigantesca formação rochosa tem origem na palavra Embahu, que em Tupi-guarani significa “ponto de vigia”. E uma vista privilegiada com certeza. No ponto mais alto há um platô, onde é possível ver boa parte da Serra da Mantiqueira e as montanhas de Minas Gerais. Na ponta da Pedra do Baú existe ainda um enorme precipício de granito, capaz de dar vertigem a qualquer pessoa. Apesar de já conhecida pelos índios que habitavam a região, a primeira escalada que se tem notícia na Pedra foi feita pelos irmãos alpinistas Antônio e João Teixeira de Souza, em agosto de 1940. Depois deles, vergalhões de ferro foram fixados na rocha formando uma grande escada, que facilita a subida ao topo. Trilhas O acesso mais fácil ao complexo é pela Pedra do Bauzinho, onde é possível se aproximar de carro, pela Estrada do Paiol Grande-Campista, que liga São Bento a Campos do Jordão. No local há um estacionamento que permite chegar bem próximo ao cume, seguido de uma trilha de 10 minutos pela mata. No final há um mirante com uma vista deslumbrante para face oeste da pedra maior. Para os aventureiros mais experientes e dispostos, a opção é subir ao topo da Pedra do Baú por uma trilha que demora em média uma hora e meia de caminhada na mata. Em seguida encontram-se as escadas de ferro e vergalhões cravados na rocha. A partir deste ponto a adrenalina fica mais forte, pois o trajeto exige preparo físico e coragem. A recomendação é que este trecho seja feito com equipamentos básicos de escalada e o auxílio de guias especializados. Mais leve e curta, as trilhas que levam a Pedra Ana Chata é uma ótima opção para famílias. São duas opções, uma com início do estacionamento Chico Bento e outra que sai do Bauzinho, ambas com cerca de 1h30 de duração. Para chegar ao topo, o trajeto inclui uma escada e uma caverna que encantam as crianças. Quando ir A visitação ao Complexo do Baú é mais indicado entre os meses de maio e setembro, quando o clima é mais favorável. Porém, mesmo nesse período é indicado verificar as previsões do tempo. O que levar Para encarar as trilhas é recomendável levar lanche e muita água. Use calçados próprios para caminhadas e roupas leves, porem, não dispense um agasalho, pois as temperaturas no topo são baixas. Como chegar São Bento do Sapucaí fica à 80 km de distância de São José dos Campos e 182 km de São Paulo. Todos os acessos às Pedras ficam na Estrada do Paiol, que leva a cidade de Campos do Jordão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Posso ajudar?
Olá! 🤗
Como podemos ajudar?